Apresentação
Programação
Notícias
Inscrições
Simpósios
Mesas
Minicursos
Comissões
Publicações
Contatos
PPGHIS
AfroUNEB
Lançamentos


AVISO

        - Os certificados, assim como os ANAIS do evento, estão disponíveis no nosso site, na área de "PUBLICAÇÕES".

        

APRESENTAÇÃO

           O Simpósio de História Regional e Local, agora em sua 4ª edição, faz parte do calendário acadêmico do Departamento de Ciências Humanas - Campus V/UNEB desde 2009 e vem sendo realizado, ininterruptamente, a cada dois anos. Primeiro mestrado em história implementado fora da capital da Bahia, o PPGHIS/UNEB foi pioneiro na interiorização da Pós-Graduação Stricto Sensu em História no Estado, oportunizando a formação de profissionais que hoje atuam, principalmente, em instituições de ensino fundamental, médio e superior. Em suas edições anteriores, este evento registrou profícuos encontros entre professores, graduandos, pós-graduandos e egressos do PPGHIS/UNEB e de diversas outras universidades do país. Desta vez não será diferente. Nesse sentido, a escolha pelo diálogo com pesquisadores dos Estados do Nordeste pontua a importância da abordagem regional local, que identifica o PPGHIS/UNEB. Por outro lado, o tema escolhido África, Africanos e Afro-brasileiros do Nordeste do Brasil –, em parceria com o AFROUNEB, permite um debate mais amplo, abrangente e de interesse geral, contribuindo para a formação de estudantes e profissionais da história e áreas afins que atuam nos campos da pesquisa, ensino e extensão em diversas instituições. Além do caráter multidisciplinar, garantido pela presença de participantes de outras áreas do conhecimento, a exemplo da antropologia e da sociologia, o evento se tem afirmado como importante espaço de interlocução e troca de experiências entre coordenadores, professores e estudantes de Programas de Pós-Graduação do país.  Por fim, cabe ressaltar que a socialização das comunicações e debates ocorridos durante o Simpósio, através de publicações no site oficial do evento, contribui para a divulgação da produção historiográfica e, certamente, se constitui em destacado elemento do processo de avaliação do Programa em História Regional e Local - Campus V/UNEB pela CAPES/CNPq.

Apresentação XVII Semana da Consciência Negra

           A Semana de Consciência Negra, que chega à sua XVII edição, integra o calendário do DCH-Campus V da UNEB desde 1995 e constitui-se como marco inaugural do  AFROUNEB - Núcleo Interdisciplinar de Estudos Afro-Brasileiros e Africanos, o qual tem como prática a formação, pesquisa, produção e difusão do conhecimento, através da promoção de palestras, seminários, encontros, pesquisas, cursos e publicações voltados para o fomento das discussões e debates acerca das experiências das populações negras no Brasil – e mais recentemente, sobre os povos africanos. O AFROUNEB vem sendo o promotor da Semana de Consciência Negra ao longo dos anos. O evento acontece em homenagem ao 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, data de importante significado histórico e nacional em memória de Zumbi dos Palmares, figura de destaque na luta contra a desigualdade e injustiça social. Em oportunidades anteriores, foram abordados temas relacionados às populações afro-brasileiras no Brasil, Bahia e Recôncavo, bem como às populações africanas na África e na Diáspora, enfatizando conceitos como cultura, racismo, etnia, e ações afirmativas, dentre outros, em um contexto no qual diversas vozes da Academia e da comunidade geral estiveram representadas, adotando, desta forma, um procedimento metodológico que contempla a diversidade de formas de produção de saberes e conhecimentos. Este ano, fazendo jus à parceria já existente entre o AFROUNEB e o PPGHIS/UNEB, o evento será realizado conjuntamente e optou-se pelo diálogo com pesquisadores dos Estados do Nordeste, ratificando a importância da abordagem regional local que identifica o PPGHIS, sem perder de vista a temática Africana e Afro-Brasileira que caracteriza o AFROUNEB. A proposta é fomentar discussões, reflexões e atividades relacionadas aos africanos e afro-brasileiros, através da reunião de estudantes, professores, pesquisadores e demais pessoas da sociedade civil.